www.falandodetrova.com.br/ubtsp2016t

CONCURSOS DE TROVAS DA UBT SÃO PAULO - 2016

CONCURSO NACIONAL / INTERNACIONAL
 
Tema: “QUE DOLOROSA IRONIA”
Âmbito Nac./Int.: VENCEDORES
 
Que dolorosa ironia:
num país com tanto chão,
quanta criança hoje em dia
morrendo de inanição!
A.A. de Assis – Maringá, PR
 
Fingi amar... e te amei
e por fingir alegria,
choro um adeus que ganhei.
Que dolorosa ironia!
Antonio Carlos Rodrigues – São Gonçalo, RJ
 
Que dolorosa ironia
me transtorna de ansiedade:
quem viveu de amor um dia
hoje morre de saudade.
Arlindo Tadeu Hagen – Juiz de Fora, MG
 
No refúgio onde me aquieto,
que dolorosa ironia:
de dor meu peito repleto;
minha alma de amor vazia!
Edmar Japiassú Maia – Nova Friburgo, RJ
 
A quem ama e, todavia,                Que dolorosa ironia
deseja viver sem dores:              é o discurso do patrão,
que dolorosa ironia!                     que fala em democracia
Não vês espinhos nas flores?      sem a divisão do pão.
Edweine Loureiro da Silva, Saitama, Japão

Que dolorosa ironia
a vida trocou meus passos:
julgando que te esquecia,
mais sentia os teus abraços.
Emilia Peñalba de A. Esteves – Porto, Portugal
                             
Que dolorosa ironia:
no Asilo, a mãe esquecida,
retrata a “vida vazia”
dos filhos cheios de vida...
Gilvan Carneiro da Silva – São Gonçalo, RJ
 
O meu pai era José,
a minha mãe é  Maria
e eu à procura da fé...
Que dolorosa ironia!
Lucia Sertã – Nova Friburgo, RJ
 
- Vida é turbulento mar...            O destino e suas travas...
Que dolorosa ironia!                    Que dolorosa ironia:
Quem me ensinou a nadar            sem saber que tu voltavas,
perdeu-se na travessia...            no mesmo trem eu partia!...
Maria Helena de O. Costa – Ponta Grossa, PR
 
Que dolorosa ironia
existe na religião,
que permite à luz do dia
que alguém pregue a escuridão.
Messias da Rocha – Juiz de Fora, MG
 
Que surrealismo completo
vender “sorte” em loteria,
quem não tem pão, não tem teto...
Que dolorosa ironia.
Myrthes Mazza Masiero – S. José dos Campos, SP 


O calvário de Maria
foi ver o Filho na cruz.
Que dolorosa ironia,
a treva encobrindo a Luz!
Wanda de Paula Mourthé – Belo Horizonte, MG
 
Coordenação: Selma Patti Spinelli 
Comissão Julgadora: Diretoria da UBT Seção São Paulo, SP

---------------------------------------------- 
 
CONCURSO NACIONAL
Tema: “TODA SAUDADE, DE FATO”

Âmbito Novos Trovadores: VENCEDORES
 
Toda saudade, de fato,
faz becape na emoção
para lembrar do formato
gravado no coração.
Antonio Assis Canoas Neto – Bebedouro, SP
 
Cem anos, poeta nato,
e estás tão vivo, Luiz!
- Toda saudade, de fato,
é trova que te bendiz.
Nilsa Alves de Melo – Maringá, PR
 
De frente comigo bato...
dizendo que te esqueci...
Toda saudade, de fato...
É deste amor que vivi!
Luzimagda de Martin Ramos da Fonseca – Juiz de Fora, MG
 
Coordenação: Ana Cristina de Souza 
Comissão Julgadora: Diretoria da UBT Seção São Paulo, SP

-------------------------------------


CONCURSO ASSINANTES DO “INFORMATIVO”
 
Tema: “ESTE VAZIO EM MEU PEITO”

Âmbito Nacional: VENCEDORES
 
Este vazio em meu peito
é só força de expressão.
Não há vazio perfeito
se cheio de solidão!!!
Arlindo Tadeu Hagen – Juiz de Fora, MG
 
Este vazio em meu peito,
veja a que ponto chegou:
dói-me tanto, e de tal jeito,
que nem saudade ficou...
A. A. de Assis – Maringá, PR
 
Este vazio em meu peito,
dói tanto... é dor que não finda!
...Dor da saudade... que aceito,
sem ela... dói mais ainda!
Carolina Ramos – Santos, SP
 
No dia em que ele voltar
ao seu lugar de direito,
irá, de novo, ocupar
este vazio em meu peito.
Élbea Priscila de Sousa e Silva – Cacapava, SP
 
Este vazio em meu peito
é um impulso inspirador
que me faz ser desse jeito:
um poeta sonhador.
Eliana Ruiz Jimenez – Baln. Camboriú, SP

 
Este vazio em meu peito
se deve, a bem da verdade,
àquilo que eu não receito:
amor, ausência e... saudade!
Maria Helena de O. Costa – Ponta Grossa, PR
 
Este vazio em meu peito
é a lembrança mais sofrida
de um amor que, ao ser desfeito,
acabou com minha vida.
Sandro Pereira Rebel – Niterói, RJ
 
Resta um semblante desfeito...
mas sei que, em tempos risonhos,
este vazio em meu peito
viveu repleto de sonhos...
Vanda Fagundes Queiroz – Curitiba, PR 
 
Este vazio em meu peito...       Este vazio em meu peito,
amor proibido entre nós:         balão sem ar que, em verdade,
em sonhos, no mesmo leito,      pode inflar-se só de um jeito:
em nossa vida, dois sós!           pelo sopro da saudade!
Wanda de Paula Mourthé – Belo Horizonte, MG 
 
Coordenação: Therezinha Dieguez Brisolla 
Comissão Julgadora: Diretoria da UBT Seção São Paulo, SP
---------------------------------



CONCURSO ASSOCIADOS DA SEÇÃO SÃO PAULO - SP
 
Tema: QUEM CARREGA UMA SAUDADE”
Âmbito Veteranos: VENCEDORES
 
Nunca tem felicidade,             Vive só pela metade,
nem cicatriza a ferida,           sem sonhos nem ilusão,
quem carrega uma saudade      quem carrega uma saudade
pelos caminhos da vida...          pesando no coração...
Ana Cristina de Souza 
 
Sente na alma a crueldade,      Fica refém da maldade,
de um amor que foi embora,     que impõe o tempo que corre,
quem carrega uma saudade,     quem carrega uma saudade,
mundo adentro, vida afora!      que envelhece, mas não morre!
Campos Sales
 
Quem carrega uma saudade,    Quem carrega uma saudade
aprendeu com a razão,             sem tristeza, sem revolta,
que o vagão da mocidade          sabe que a felicidade
jamais retorna à estação...      encontra atalhos de volta!
Domitilla Borges Beltrame
 
Quem carrega uma saudade
não leva um fardo pesado...
Que a esperança, com bondade,
conforta e vai sempre ao lado!
Gilva da Rocha
 
Maior que a dor do desprezo,
maior que o encargo da idade?...
Suporta – sozinho – o peso,
quem carrega uma saudade!
Jaime Pina da Silveira


Trago a infância e a mocidade
abrasadas na memória...
Quem carrega uma saudade
mantém viva a sua história.
Luzia Brisolla Fuim
 
Quem carrega uma esperança  Na flor da terceira idade,
vislumbra a posteridade,         saudade é perfume e espinho...
mas é escravo da lembrança    Quem carrega uma saudade
quem carrega uma saudade...    já não vive tão sozinho!
Renata Paccola
 
Quem carrega uma saudade     O tempo por crueldade,
de um grande amor, eu suponho, não “amortiza” ninguém...
que vive o amor de verdade,    Quem carrega uma saudade,
na realidade de um sonho...      sabe o peso que ele tem!...
Roberto Tchepelentyky
 
Quem carrega uma saudade
de um segredo que não diz,
traz de volta à realidade
um tempo em que foi feliz.
Selma Patti Spinelli 
 
A solidão que me invade          Amou... sofreu... é verdade!...
não me causa dissabor...          Mas, de amar não teve medo,
Quem carrega uma saudade,    quem carrega uma saudade
eterniza um grande amor!       e, dela, não faz segredo!
Therezinha Dieguez Brisolla
----------------------------------


Tema: QUEM CARREGA UMA SAUDADE
Âmbito Novos Trovadores: VENCEDORES 
 
Quem carrega uma saudade
de um doce amor do passado,
é feliz na realidade
do seu sonho sublimado!
Débora Novaes de Castro
 
Quem carrega uma saudade
não vai por isso morrer
se for boa, na verdade,
ajuda a gente a viver.
Eduardo Domingos Bottallo 
 
Quem carrega uma saudade     Quem carrega uma saudade,
foi feliz e nem sabia               nem sempre pode escolher:
que era vida de verdade          lembrança engana a vontade,
tudo que outrora sentia.          teimando em aparecer.
Hélio Castro 
 
Coordenação: Arlindo Tadeu Hagen 
Comissão Julgadora: Arlindo Tadeu Hagen, Messias da Rocha e Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho

                        
--------------------------------

CONCURSO HUMORÍSTICO ASSOCIADOS DA SEÇÃO SÃO PAULO - SP
 
Tema: “VIU A FILHA DO PATRÃO”

Âmbito Veteranos e Novos Trovadores: VENCEDORES 
 
Viu a filha do patrão,
sentada, bem à vontade,
e os olhares do Janjão
saíram da cavidade...
Ana Cristina de Souza
 
Viu a filha do patrão,
de biquini no terraço
e levou um bofetão,
quando “ensaiou um amasso”!
Giva da Rocha
 
Viu a filha do patrão
e se perdeu num embalo
de sonhos, sem ligação
com seu dinheiro, tão ralo...
Hélio Castro
 
Entre um grupo de donzelas,   Viu a filha do patrão...
viu a filha do patrão.               pelas frestas da janela...
Eram lindas... todas elas!         Tudo isso?!... Não era, não!
Mas... donzelas?!... Não sei não!  Algo ali... não era dela!
Jaime Pina da Silveira
 
Viu a filha do patrão,              Viu a filha do patrão...
e pensou: - Corro, perigo!!!           Disse “Independência ou morte”!
Não resisto a um “mulherão”...    Vou pedir a sua mão
Escolho: emprego... ou jazigo?!!! pra ser príncipe “com sorte”!!!
Marta Maria de O. Paes de Barros


Achou feia, o Ricardão,
mas se esforçou com destreza:
viu a filha do patrão...
Virou gerente da empresa!
Roberto Tchepelentyky 
 
“- Vai lá e compra um carrão;   “- Casa com ela, João!
ela é uma filha que encanta!”    Serás meu genro e meu sócio.”
Viu a filha do patrão,              Viu a filha do patrão
e comprou uma jamanta...         e desistiu do negócio!
Selma Patti Spinelli
 
Viu a filha do patrão               Faz promessas... vive orando...
e, com lábia na conquista,            - quer muita grana e um carrão -
quem pagava prestação,          e o milagre se deu quando
hoje compra tudo à vista!!!      viu a filha do patrão!
Therezinha Dieguez Brisolla 
 
Coordenação: Élbea Priscila de Sousa e Silva 
Comissão Julgadora: Angélica Villela Santos, Alfredo Barbieri e Élbea Priscila de Sousa e Silva

----------------------------------


CONCURSO IZO GOLDMAN
 
Tema: “QUEM NA VIDA TEM UM SONHO”
Âmbito Associados da Seção São Paulo, SP: VENCEDORES

 
Ante um “Não” eu me disponho   Eu falo, porque acredito,
a lutar... pois, para mim,               que chega (e ao falar me exponho)
quem na vida tem um sonho,     no limiar do infinito,
merece, da vida, um “Sim”!       quem na vida tem um sonho!
Therezinha Dieguez Brisolla
 
Tem um caminho a seguir...
Terá um destino risonho,
pois sabe amar e servir,
quem na vida tem um sonho!
Marta Maria O. Paes de Barros

Quem na vida tem um sonho,
ao buscá-lo, eu acredito,
que suba os degraus, risonho,
da escadas do infinito!...
Roberto Tchepelentyky

Leva luz à escuridão;
tem na cruz, algoz medonho;
faz da vida uma paixão,
quem na vida tem um sonho.
José Manuel Veloso Galvão
 
Cada abismo que eu transponho, Sem lamentar o passado,
põe meu passo mais em riste:  nem o presente tristonho,
quem na vida tem um sonho      tem um tesouro guardado
não se cansa, nem desiste...     quem na vida tem um sonho!
Ana Cristina de Souza
 
Coordenação: Maria Madalena Ferreira 
Comissão Julgadora: Renato Alves, Alba Helena Correa e Maria Madalena Ferreira

----------------------------------


Tema: “QUEM NA VIDA TEM UM SONHO”
Âmbito Assinantes do Informativo: VENCEDORES

Quem na vida tem um sonho
já caminhou a metade
deste caminho risonho
chamado Felicidade.
Arlindo Tadeu Hagen – Juiz de Fora, MG
 
Quando a voar me proponho
diz-me a vontade que eu tente.
Quem na vida tem um sonho
bate as asas, segue em frente...
Gilvan Carneiro da Silva - São Gonçalo, RJ
 
Se sou alvo, não me oponho,
a coragem dá franquia.
Quem na vida tem um sonho,
faz dos dardos fantasia.
Eliana Ruiz Jimenez - Camboriú, SC
 
De peito aberto, eu deponho
livre de dores e sustos:
quem na vida tem um sonho
não pode temer os custos!
Maria Helena de O. Costa – Ponta Grossa, PR
 
Quem na vida tem um sonho,
se entregue, sem hesitar!
- Veria o mundo risonho
quem não se arrisca a sonhar?!
Maria Madalena Ferreira – Magé, RJ
 
Coordenação: J.B. Xavier 
Comissão Julgadora: Diretoria da UBT Seção São Paulo, SP